Menstrual faz algum bem ?

quarta-feira, 5 de junho de 2013

CONTRACEPÇÃO E PESO




Você colocou SIU-LNG há 6 meses em uma paciente que está clinicamente bem, com sangramento de 2 dias em pequena quantidade ao mês, sem cólicas e sem acne. Porém ela relata que engordou 5 Kg desde a colocação do SIU-LNG. Pergunta-se: contracepção hormonal engorda? Qual contraceptivo é mais prejudicial ao peso ou não existe nenhum que seja? Se ela te perguntar se é o SIU-LNG vc diz que sim ou não?

1. Peso e contracepção: Este é um dos grandes tabus do uso de hormômio. O contraceptivo hormonal pode promover aumento de peso? A resposta é sim, porém em uma parcela pequena de mulheres (5 a 12%) das usuárias,  independente do método hormonal escolhido. 
Detalhe importante, cerca de 12% das usuárias de DIU-Cobre também tem aumento de peso. Assim, a média de ganho de peso associado aos métodos hormonais (com exceção do AMPD) é geralmente igual a das usuárias de DIU-cobre. Assim, mais de 90% das usuárias mantém ou perdem peso, mas 10% podem engordar. 

O que seria engordar? 
Há um estudo que incluiu duas coortes suecas para avaliar o efeito dos contraceptivos combinados no peso e avaliou mulheres nascidas em 1962 e 1972 [Hum Reprod. 2011 Jul;26(7):1917-24, The long-term influence of combined oral contraceptives on body weight], mostrando que o unico preditor de ganho de peso foi a idade (tristeza!!), e que a mulher tende a ganhar 0,45 Kg/ano dos 19 aos 44 anos (depois disto é melhor não saber!). O uso de contraceptivos combinados não influenciou o ganho de peso. 

Com relação ao SIU-LNG, ele tem menos hormonal que um contraceptivo oral com levonorgestrel. Há estudo comparando ele com DIU-cobre e AMPD em 5 anos de uso, mostrando que em 5 anos, a média de ganho de peso com DIU-cobre foi de  4,9 Kg, com SIU-LNG média de ganho de peso foi de 3,1 Kg e com AMPD média de ganho de peso foi de 8,9 Kg (lembrar que isto é media, há pessoas que não ganham, outras que ganham mais). Neste estudo (que é da UNICAMP), o uso de SIU-LNG foi o método que menos foi associado a ganho de peso (ver as figuras que inclui). Este estudo incluiu mais de 450 mulheres (Rev Assoc Med Bras 2006; 52(1): 32-6). Já o AMPD, ao inves de promover ganho de peso em 12% das mulheres, promove em cerca de 25%, porem 75% mantem o peso ou perde [ Contraception 81 (2010) 107 – 111]. Assim, em resumo, em todos contraceptivos hormonais a media de ganho de peso é igual a não usar hormonio, com exceção do AMPD que tem media de ganho de peso superior. Lembrar que todos metodos, ate o DIU-Cobre, cerca de 12% das mulheres engordam, enquanto com AMPD cerca de 25% engordam.


2. Por que engorda (quando isto ocorre)? Ninguém sabe e quem souber ganha um prêmio. Sabe-se que o progestagênio tem efeito anabólico, mas porque só 12 a 24% terão problema? Não se sabe se é porque deflagra o centro da fome, se altera o metabolismo de carboidrato, ou seja, sem resposta no momento. Cuidado para não achar que ganhar peso é sempre edema. Pois edema o estrogênio também dá e, inclusive, há pacientes que só melhoram edema quando vc retira estrogênio da vida delas (por exemplo, com desogestrel). Olhe se a aliança e a marca do sapato mostram sinais de edema. Se tiver edema, associar diurético ou retirar estrogênio ou tentar Drospirenona são medidas úteis. lembrar que com Mirena, muitas mulheres mantém ovulação e, por isto, mantém edema cíclico.


3. Quem engorda? Se fossemos prever, teríamos mais medo de prescrever AMPD para obesas, porem não é verdade. Quem engorda mais são as magras e com sobrepeso (ver figura). Por que? Não sabemos, talvez a obesa já tem deflagrado o que o contraceptivo pode deflagrar em quem engorda.


4. Tem sentido pensar que só contraceptivo de porgestagenio isolado engorda? Todo contraceptivo tem progestagênio e a presença de etinilestradiol não seria algo mágico de impedir ganho de peso em quem irá ganhar. Assim, não importa se combinado ou isolado, 12 a 24% (com AMPD) podem ganhar peso.


5. Resumo do caso: Pode engordar com SIU-LNG em 12% dos casos, porem esta porcentagem é igual a quem usa DIU-cobre. O que fazer? Orientar exercício e dieta, se não reduzir peso, terá que trocar método. O método que poderia dar maior ganho de peso seria o AMPD em 24% das mulheres e, especialmente nas com peso normal. Se ela perguntar se engordar, digo que a mulher tem tendência de ganhar cerca de 500 g por ano, então tem q promover mudança de estilo de vida, de uma forma geral o método hormonal não influencia, mas em 10% pode influenciar, assim, peço que ela faça a parte dela, pois a mudança de método pode refletir em manutenção do ganho de peso (explico a questão do DIU-cobre e ganho de peso).

Nenhum comentário: